Políticas
POLÍTICA DA QUALIDADE E SEGURANÇA DE ALIMENTOS

A FRUCAMP se compromete em:

  •  Atender aos requisitos estatutários, regulamentares e de clientes mutuamente acordados;
  •  Garantir a segurança de alimentos, com um processo controlado e monitorado;
  •  Manter uma comunicação de maneira eficaz internamente e partes interessadas ao longo da cadeia produtiva;
  •  Satisfazer as necessidades dos clientes;
  •  Capacitar e desenvolver colaboradores, mantendo o compromisso com a qualidade de seus produtos;
  •  Analisar criticamente a melhoria contínua do Sistema de Gestão da Qualidade e Segurança de Alimentos.
POLÍTICA DE PRÁTICAS ÉTICAS E CUMPRIMENTO LEGAL

A Frucamp se compromete em:

Cumprir todas as leis, regras e regulamentos aplicáveis de seu país de origem e dos países em que a Frucamp opera, em toda a cadeia de processamento, até a revenda de produtos certificados ou não;

Cumprir as leis e práticas ambientais locais, estaduais e federais, relativas à proteção e preservação do Meio Ambiente;

Cumprir as leis e práticas de segurança e saúde operacional, trabalhistas, locais, estaduais e federais;

Não utilizar de trabalho infantil e os trabalhadores não serem menores que idade mínima legal vigente;

Não utilizar de trabalho forçado, escravo ou prisional;

Garantir aos trabalhadores direitos iguais, sem qualquer discriminação baseada em origem, raça, estado civil, idade, ponto de vista, sexo, credo, associação tribal ou filiação sindical, classe social ou econômica, estado de saúde, situação familiar, gravidez, idioma, identidade sexual, deficiência, doença, nacionalidade ou status de migrante;

Não se envolver em trabalho involuntário, abusivo ou em práticas corruptas;

Fornecer ambiente de trabalho seguro e saudável;

Não reter salários, passaporte ou documentos pessoais de funcionários;

Cumprir a liberdade de associação e os direitos à negociação coletiva, e respeitar às normativas estabelecidas pelo Sindicato dos Trabalhadores da categoria;

Remunerar e reconhecer seus colaboradores através da meritocracia.

POLÍTICA SOCIOAMBIENTAL

A Frucamp se compromete em:

Contribuir para o desenvolvimento das comunidades por meio da gestão de negócios que gera valor econômico e social, e é indicativa dos princípios e valores praticados;

Estabelecer alianças estratégicas com organizações da sociedade civil e outras entidades que visam aumentar o impacto social de suas ações comunitárias;

Exercer cidadania ativa participando em assuntos comunitários e públicos, que permitam ter impacto sobre o desenvolvimento econômico local, regional, nacional e internacional;

Proteger a conservação do meio ambiente através da responsabilidade compartilhada com todos os envolvidos no negócio;

Promover operações que desenvolvam e difundam tecnologias respeitosas com o meio ambiente;

Implementar medidas efetivas de resposta a possíveis emergências e minimizar o impacto de incidentes não previsíveis;

Destinar adequadamente resíduos e efluentes para que não causem impacto ambiental adverso;

Usar com eficiência as fontes de energia e água, e desenvolver parcerias com fornecedores e clientes que compartilhem de atividades de sustentabilidade.

POLÍTICA DE ÉTICA EMPRESARIAL

A Frucamp se compromete em:

Proibir, condenar e denunciar as práticas de atos ilícitos, como suborno, corrupção, fraude e extorsão;

Desenvolver parcerias com clientes e fornecedores que compartilhem de valores éticos e possuam uma sólida reputação;

Não oferecer ou dar, direta ou indiretamente, vantagem indevida a agente público, fornecedores ou clientes em práticas comerciais, estabelecendo um tratamento honesto em cada transação, buscando sempre os melhores interesses da empresa;

Cumprir com as leis sobre práticas corruptas e antilavagem de dinheiro no seu país de origem e nos países em que opera, que proíbem subornos à funcionários do governo e iniciativa privada;

Colocar em prática somente as ações que a legislação não proíbe;

Não obter vantagem ou benefício indevido, de modo fraudulento, em práticas comerciais com fornecedores e clientes, não receber algum incentivo pessoal por parte dos fornecedores para sua seleção e oferecer participação em seleção imparcial, baseada em critérios de qualidade, rentabilidade e serviço;

Não dificultar atividade de investigação ou fiscalização de órgão, entidades ou agentes públicos, ou intervir em sua atuação, inclusive no âmbito das agências reguladoras e dos órgãos de fiscalização do sistema financeiro nacional;

Certificar de que somente utiliza em suas atividades imóveis de sua propriedade e posse em todas as suas operações, pela boa-fé e pelo respeito às comunidades locais e os respectivos direitos legítimos a propriedade, assim como se certificar de que fornecedores e parceiros compartilham da mesma conduta.